xhamster xvideos pornhub redtube xxx thumbzilla

Teatro do Oprimido, Coimbra

Data de publicação: 
12.01.2010

27 de Fevereiro a 3 de Março de 2010
Exercício teatral amador. Participação aberta a qualquer interessado
Oficina de iniciação às técnicas do Teatro do Oprimido. Workshop orientado por Nuno Coelho

4 de Março de 2010
Teatro Fórum sobre múltiplas exclusões nas causas/coisas públicas

Inserido no programa Privatiza Filho, Privatiza... um conjunto de iniciativas promovidas pela Associação Solar dos Kapängas, o projecto estreia na XII Semana Cultural da Universidade de Coimbra.

Iniciativa: Associação Solar dos Kapängas
Com apoio institucional da Comissão Nacional para as Comemorações do Centenário da República, Reitoria da UC, Fundação Inatel, Associação Arte à Parte.

Sala Arte à Parte, Rua Fernandes Tomás, nº 17, Coimbra
Sábado, 27 Fev | 14h30 – 17h30
Domingo, 28 Fev | 15h00 - 20h00
Segunda-feira, 1 Mar | 18h00 -21h00
Terça-feira, 2 Mar | 18h00 -21h00
Quarta-feira, 3 Mar | 18h00 -21h00

Resumo: Parte da riqueza da tradição do Teatro do Oprimido, ao colocar em cena em espaço público as questões que mais preocupam um conjunto alargado de estudantes da Universidade de Coimbra, o Teatro Fórum constitui-se numa poderosa ferramenta de (auto) conhecimento, permitindo articular domínios artificialmente separados: pertença de classe, género, raça e orientação sexual. O evento será antecedido por uma Oficina de Iniciação ao Teatro do Oprimido.

O Teatro do Oprimido é um método de teatro político criado por Augusto Boal, que tem sido utilizado em acções educativas e de consciencialização popular. Por conta deste método e seu trabalho prático em vários pontos do mundo, Boal foi indicado para o Prémio Nobel da Paz em 2008

“O Teatro do Oprimido, que poderia ser chamado de Teatro do Diálogo, parte da encenação de uma situação real, estimula a troca de experiências entre atores e espectadores, através da intervenção directa na acção teatral, visando à análise e a compreensão da estrutura representada e a busca de meios concretos para acções efectivas que levem à transformação daquela realidade.”

In Centro do Teatro do Oprimido http://ctorio.org.br/novosite/arvore-do-to/teatro-do-oprimido/

privatizaprivatiza