xhamster xvideos pornhub redtube xxx thumbzilla

Educar. Educação para todos. Ensino na I República - “Uma exposição que apetece visitar” no Palácio Valadares

Data de publicação: 
17.02.2011

“É uma exposição que apetece visitar e voltar a visitar, que sintetiza e ilustra de forma magnífica os ideais da revolução republicana e tem a marca de qualidade que esteve sempre presente nas iniciativas da Comissão Nacional para as Comemorações do Centenário da República”.

As palavras são da ministra da Educação, Isabel Alçada e foram proferidas no Palácio Valadares, em Lisboa, na inauguração da exposição “Educar. Educação para todos. Ensino na I República”, desde dia 17 de Fevereiro aberta ao público.

“Aqui até podemos folhear os manuais de ensino da época” sublinhou a ministra, referindo-se ao “livro mágico” presente na exposição Educar, que associa as chamadas novas tecnologias com uma viagem ao mundo da educação de há 100 anos, nomeadamente com a reprodução de uma sala de aula da instrução primária.

Aos pedagogos do tempo da I República que são referidos na exposição, entre os quais António Sérgio, Alves dos Santos, Adolfo Coelho, João Soares, Bernardino Machado, Adolfo Lima, Luis Coimbra, a ministra Isabel Alçada acrescentou ainda o nome de Aurélio da Costa Ferreira, cuja acção pioneira recordou na área do ensino especial.

“O formidável impulso concedido à educação pelos republicanos”, num tempo “em que a escola era o verdadeiro critério do civismo” foi também destacado pela comissária da exposição, a historiadora Maria Cândida Proença.

Um pouco da história do Palácio Valadares, no Largo do Carmo, foi também narrada por Maria Cândida Proença: “Em 1910 funcionava aqui o Liceu do Carmo e, em 1911 uma secção do Liceu Passos Manuel que dali foi transferida para dar lugar ao Liceu Maria Pia, o único liceu feminino então existente que esteve instalado no Palácio até aos 20. Já nos anos 40 ali funcionou a escola comercial Veiga Beirão e mais tarde a escola Secundária Veiga Beirão”.

“O principal legado da República foi a educação”, uma área  em que se questionou “o que é a escola e como deverá ser o ensino”, disse por seu turno Artur Santos Silva, presidente da Comissão Nacional para as Comemorações do Centenário da República.
Artur Santos Silva manifestou também interesse em que a exposição Educar” “possa vir a integrar um futuro museu da Educação, um projecto de que se fala”, como afirmou.

A exposição “Educar. Educação para todos. Ensino na I República”, de acesso livre, está aberta diariamente, das 10h00 às 20h00, no Palácio Valadares, ao Largo do Carmo, em Lisboa, até dia 30 de Junho de 2011.

As escolas que pretendam visitá-la podem fazê-lo, registando os seus pedidos através do e-mail marcarvisitas@centenariorepublica.pt , ou, por telefone, para T 213 405 500.