xhamster xvideos pornhub redtube xxx thumbzilla

Colóquio: Os Museus e a República

Data de publicação: 
06.07.2009

Colóquio
Os Museus e a República

19 a 20 de Maio de 2010
Lisboa, Auditório do Museu Nacional de Arte Antiga

Organização: Instituto dos Museus e da Conservação em parceria com o Centro de Estudos de História e Filosofia da Ciência da Universidade de Évora e com o apoio institucional da Comissão Nacional para as Comemorações do Centenário da República.

Resumo: A proclamação da República em 5 de Outubro de 1910, constituiu um momento importante da história de Portugal que marcou profundamente a sociedade, e as instituições do país.

Depois deste acontecimento, foi reforçada a vontade política e legal de dar corpo e coerência a uma rede de museus nacionais e regionais, de acordo com uma visão pedagógica, patrimonial e artística que se pretendia essencialmente divulgadora e descentralizadora.

Entre 1912 e 1924 criaram-se vários museus regionais, ainda que muitos derivados de iniciativas já conhecidas em período anterior. Criaram-se dois museus nacionais, o de Arte Antiga e o de Arte Contemporânea, assim como museus de tipologia inovadora, como a Casa-Museu de Camilo Castelo Branco, e a Casa dos Patudos. O Museu dos Coches, criado em 1905, oi elevado em 1911 à categoria de museu nacional.

A república estabeleceu assim uma coerente e promissora rede de museus nacionais e regionais assim como produziu um importante corpus legal de onde deve ser destacado o Decreto n.º 1 do Governo Provisório, datado de 26 de Maio de 1911 visando a reorganização do ensino de Belas Artes, dos serviços de Museus e da protecção do Património artístico e arqueológico.

Considerando a pertinência de se proceder à avaliação do labor cultural, patrimonial e museológico deste período histórico, pretende-se transmitir a este Colóquio um carácter científico e internacional, apostando no convite a investigadores de créditos firmados, incluindo algumas personalidades europeias com obra reconhecida, de modo a que se possa estabelecer um panorama coevo da museologia europeia da primeira República Portuguesa.

Programa

19 de Maio de 2010

9h30 Acolhimento

10h00 Sessão de Abertura
Professor Doutor João Brigola - Director do Instituto dos Museus e da Conservação (IMC)

10h30 - 13h00 Moderadora: Graça Filipe

10h30
Raquel Henriques da Silva -  Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa
“O Museu Nacional de Arte Contemporânea”

11h00
Jorge Custódio – Instituto para a Gestão do Património Arquitectónico e Arqueológico, (IGESPAR), Museu Nacional Ferroviário
“Os museus portugueses da 1ª República à luz da Lei da Separação do Estado e das Igrejas”
 
11h30 Pausa

11h45
Henrique Coutinho Gouveia - Centro de Estudos de História e Filosofia Ciência, Universidade de Évora e Luís Pequito Antunes – Câmara Municipal da Moita
“Angola e Moçambique no contexto museológico da 1ª República”

12h15 Debate

13h00 Encerramento da sessão

15h00 - 17h30 Moderador: João Brigola

15h00
Helen Rees Leahy - University of Manchester, School of Arts Histories and Cultures
“Issues of heritage and museum acquisition in the UK during the first decades of the 20th century” 

15h30
Maria Bolaños – Museo Nacional Colegio de San Gregorio, Valladolid, Spain
"La república de los museos (1931-1936)"

16h00 Pausa

16h15
Carlos Fiolhais - Universidade de Coimbra
“O património científico e as colecções universitárias: Coimbra, Lisboa e Porto desde a implantação da República até aos dias de hoje”

16h45 Debate

17h30 Encerramento da sessão

20 de Maio de 2010

10h00 - 13h00 Moderador: António Filipe Pimentel 

10h00
Joana Baião – Doutoranda da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT)
“Um museu na 1ª República. O Dr. José de Figueiredo e o Museu Nacional de Arte Antiga” 

10h3
Ana Cristina Martins - IICT - Instituto de Investigação Científica Tropical
“Arqueologia e Museus no ideal e na prática republicanas” 

11h00 Pausa

11h15
Sandra Leandro – Universidade de Èvora
“Joaquim de Vasconcelos (1849-1936) e o Museu Industrial e Comercial do Porto” 

11h45
Duarte Freitas - Doutorando da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra
“António Augusto Gonçalves e a fundação do Museu Machado de Castro”

12h15 Debate

13h00 Encerramento da sessão

14h30 - 17h30 Moderador: Raquel Henriques da Silva

14h30
José Brandão – Centro de Estudos de História e Filosofia da Ciência, Universidade de Évora
“Horizontes do saber em História Natura na transição de regimes”

15h00
Joaquim Caetano – Museu de Évora
“A Génese do Museu de Évora na convulsão da 1ª República” 

15h30 Pausa 

15h45
José Manuel de Oliveira – Casa de Camilo - Museu . Centro de Estudos
“A República e Camilo” 

16h15 Debate
 
17h15
Alissandra Cummins
Mensagem da Presidente do Conselho Internacional dos Museus (ICOM)

 

17h30 Encerramento do Colóquio

Consulte o programa: aqui

Aceda à ficha de inscrição: aqui

Mais informações em: http://www.ipmuseus.pt/

Ficheiro de anexo: 
Ficheiro de anexo: