Anselmo Braamcamp Freire

Anselmo Braamcamp Freire nasceu em Lisboa no dia 1 de Fevereiro de 1849. Foi moço fidalgo da Casa Real e por descendência, em 1887. O interesse pela ciência levou-o a inscrever-se na Academia Real de Ciências. Seguiu a carreira militar, foi cavaleiro da ordem Soberana de S. João de Jerusalém e da ordem militar de S. Fernando de Espanha e capitão de Infantaria.

Homem de rara cultura, notabilizou-se na época escritor e historiador, tendo sido um dos fundadores do Arquivo Histórico Português em 1903. Na qualidade de arqueólogo e genealogista deixou uma vasta obra, e pode ser considerado o precursor da genealogia científica em Portugal.

Militante do Partido Republicano Português, desempenhou funções como vereador da Câmara Municipal de Lisboa. Sendo eleito para Presidente em 1908, manteve-se no cargo até 1913.

Depois da Implantação da República desempenhou também funções como deputado à Câmara Constituinte de1911 e veio a ser o primeiro Presidente do Senado da República.

Braamcamp Freire era um grande coleccionador de arte, reuniu uma notável pinacoteca, que deixou à cidade de Santarém, assim como a sua biblioteca, com cerca de 10.000 volumes, entre os quais se encontram exemplares de livros antigos e raríssimos. A casa onde vivia é hoje a Biblioteca Municipal de Santarém.

Braamcamp Freire morreu no dia 21 de Dezembro de 1921 em Lisboa.

Da vasta obra que deixou destacam-se: Brasões da sala de Cintra, 1899, As sepulturas do Espinheiro, 1901, Índice do Cancioneiro Geral de Garcia Resende e Autos de Gil Vicente. Mas os trabalhos a que dedicou mais tempo foram os do Arquivo Histórico Português onde se podem encontrar artigos como: O almirantado da Índia. Cartas de quitação de el-rei D. Manuel. As conspirações no reinado de D. João II. Auto do Conselho havido no Espinheiro em 1477. O livro das tenças de el-rei. A Chancelaria de D. João II. Inventário do guarda-roupa de D. Manuel. A Chancelaria de D. Afonso V. Povoação de Entre Douro e Minho no Século XVI, entre outros.

Autoria: Plano Nacional de Leitura