Álvaro Poppe

Álvaro Poppe nasceu no dia 8 de Abril de 1879 em Lisboa. Estudou na Escola do Exército, sendo promovido a alferes para a arma de cavalaria a 10 de Novembro de 1899.

Durante o governo de João Franco, foi um dos mais importantes elementos na luta pela defesa da Constituição e das liberdades públicas, com o Almirante Cândido dos Reis, Afonso Costa, João Chagas, Egas Moniz e outros.

Colaborou activamente na propaganda anti-monárquica e na revolução que proclamou a República no dia 5 de Outubro de 1910. Formou o grupo chamado Jovens Turcos, que integrava também Sá Cardoso, Hélder Ribeiro e Américo Olavo. A este grupo coube a missão de reorganizar o Exército, depois da implantação da República.

Durante a ditadura de Pimenta de Castro, Álvaro Poppe permaneceu fiel à constituição e participou no movimento de 14 de Maio de 1915. Defendeu a participação de Portugal na Primeira Guerra Mundial, abandonando a função de deputado para assumir o comando de um grupo de esquadrões de cavalaria que partiu para a frente na Flandres.

De licença em Portugal viu subir ao poder Sidónio Pais em 1917. Continuou sempre empenhado na luta pela causa republicana, o que lhe valeu a prisão. Já em 1919 participou nas operações militares de repressão aos movimentos monárquicos no Norte.

Em 1926, com a implantação da ditadura, exilou-se em Espanha e depois em França, onde se manteve até Julho de 1940, data em que morreu.

Autoria: Plano Nacional de Leitura