A 1ª República. Ano 1921

Período Acontecimento
Jan. 1921

A situação de extrema instabilidade mantém-se.

Durante o ano surgem constantemente golpes e pronunciamentos militares, que têm como consequência sucessivas demissões de governo, seguidas de formação de outros governos igualmente de curta duração.

Jan.
4 de Jan.

Uma delegação da Associação Industrial Portuguesa, liderada pelo empresário Alfredo da Silva, apoia o governo de Liberato Pinto, mas não evita que também ele se demita.

27 de Jan.

As bases do programa do partido Comunista são publicadas no jornal sindicalista "A Batalha" (da Confederação Geral do Trabalho).

2 de Mar.

29º Governo (2 Mar. 1921 a 23 Mai. 1921) - Chefiado por Bernardino Machado.

22 de Mar.

Os oficiais de Marinha do Centro de Aviação Marítima, Gago Coutinho, Sacadura Cabral e Bettencourt acompanhados do mecânico Roger Suberand voam até à ilha da Madeira, utilizando pela primeira vez o sextante.

6 de Mar.

Fundação do Partido Comunista Português com base na Federação Maximalista Portuguesa.

6 de Abr.

Chegam a Portugal os corpos de dois soldados desconhecidos, um morto na Europa outro morto em África.

São colocados no átrio do Parlamento para simbolizar a homenagem dos portugueses a todos os soldados mortos na 1ª Guerra Mundial.

18 Mai.

Fundação da União Anarquista Portuguesa.

23 de Mai.

30º Governo (23 Mai. 1921 a 30 Ago. 1921) - Chefiado por Tomé de Barros Queirós.

17 de Jun.

Sucedem-se protestos de todos os sectores, como o dos comerciantes de Lisboa que encerraram as suas lojas para protestar contra as greves dos eléctricos, que lhes causavam graves prejuízos.

18 de Jun.

Reforma do ensino secundário liceal.

10 de Jul.

Realizam-se eleições legislativas em que os liberais alcançam a vitória.

António de Oliveira Salazar é eleito deputado, pelo Centro Católico.

14 de Ago.

Comemorações da Batalha de Aljubarrota e homenagem a D. Nuno Álvares Pereira, que tinha sido beatificado pelo papa.

Regressam os confrontos acerca da questão religiosa, com a realização de um comício anticatólico em Loures.

30 de Ago.

31º Governo (30 Ago. 1921 a 19 Out. 1921) - Chefiado por António Granjo.

19 de Out.

Dá-se o terrível atentado que ficou conhecido como Noite Sangrenta. António Granjo, Machado dos Santos, Carlos da Maia, Freitas da Silva, Botelho de Vasconcelos, entre outros são assassinados e o assassino de Sidónio Pais é libertado e homenageado.

32º Governo (19 Out. 1921 a 5 Nov. 1921) - Chefiado por Manuel Maria Coelho

5 de Nov.

33º Governo (5 Nov. 1921 a 16 Dez. 1921) - Chefiado por Carlos Maia Pinto. Com populares e dissidentes do partido democrático, politicamente próximos dos golpistas de 19 de Outubro.

16 de Dez.

34º Governo (16 Dez. 1921 a 6 Fev. 1922) - Chefiado por Francisco Cunha Leal. Com representantes de todos os partidos.