Imagens da República contemporânea expostas em www.imagensdarepublica.ipt.pt

Data de publicação: 
29.06.2011

Imagens de pessoas que já viveram muitos anos  na República e de outras que nela dão os primeiros passos, imagens de ruas, de praças desertas e de velhas fábricas, de edifícios públicos e de bandeiras desbotadas à janela, mas também de secções de voto, de cultos e de comércios.
Podem ser vistas no sitio Web www.imagensdarepublica.ipt.pt , onde se reúne mais de uma centena de fotografias tiradas em workshops realizados um pouco por todo o país, numa parceria entre o Instituto Politécnico de Tomar e a Comissão Nacional para as Comemorações do Centenário da República.
Entre os orientadores destes workshops, houve quem escolhesse como tema as novas representações da República e, neste domínio, como resultado surgem imagens distintas: das Barbies envoltas em véus vermelhos, a marionetas humanas, corpos amarrados e afivelados, ou apenas de nus expostos.
E não só a imagem da velha cadeira do poder pode ilustrar o tema, como até a de um cavalo, pode ser uma proposta visual de representação República, na visão de um dos participantes nos workshops.
Outras são mais indefinidas e abstractas, manchas de verde e vermelho difusos, janelas para paisagens de abandono, mas também há imagens com recorte, de paisagens construídas, de viadutos e arquitecturas industriais, ou simplesmente aludindo a vidas viradas para o mar.
Entre elas não falta uma imagem que parece ser quase definidora das cidades portuguesas, a da roupa estendida em varais inesperados sobre a rua, ou em velhas linhas de caminho de ferro desactivadas.
Estas imagens foram tiradas de Norte a Sul do país e, entre as que já se podem ver no sítio www.imagensdarepublica.ipt.pt , constam as resultantes dos workshops realizados em Braga, Vila Real, Castelo Branco, Guarda, Coimbra, Leiria, Lisboa, Portalegre, Santarém e também do chamado “Jardim da República”, a Região Autónoma da Madeira.
O projecto Imagens da República, com workshops e conferências, organizados em todo o território nacional, propôs-se agir criativamente, através da reflexão e produção fotográficas, pretendendo também promover um pensamento crítico sobre os ideais Republicanos e sobre o conceito, sempre contemporâneo, da Cidadania.