Exposição: O ESCUDO. A NOVA UNIDADE MONETÁRIA DA REPÚBLICA

Data de publicação: 
11.03.2011

Exposição
O ESCUDO. A NOVA UNIDADE MONETÁRIA DA REPÚBLICA

Comissários: Maria Eugénia Mata e Nuno Valério
Local: Edifício da Casa da Moeda, Av. António José de Almeida, Lisboa
Inauguração: 17 de Maio às 18h00
Período de exibição: 17 de Maio a 15 de Julho de 2011
Horário: Todos os dias úteis das 09h00 às 19h00
Entrada livre
Visitas guiadas:
de 27 de Maio a 29 de Junho, às 3ª, 4ª e 6ª às 11h00
Marcação de visitas guiadas: marcarvisitas@centenariorepublica.pt ou T 213 405 500
Organização:
Imprensa Nacional Casa da Moeda e Comissão Nacional para as Comemorações do Centenário da República

Resumo
Por Decreto com força de Lei de 22 de Maio de 1911, o Governo Provisório da República Portuguesa determinou uma reforma monetária que, em especial, introduziu uma nova unidade monetária: o escudo. Que razões levaram a que se procedesse a essa reforma? Qual o seu conteúdo? Que novidades trouxe para a vida quotidiana, em particular em relação aos meios de pagamento, moedas metálicas e notas de banco? Que alterações implicou nas entidades emissoras desses meios de pagamento, a Casa da Moeda e o Banco de Portugal? Qual era o valor do escudo quando foi criado e como se comportou esse valor ao longo dos cerca de noventa anos da sua existência, até ser substituído pelo euro?

Núcleos
Núcleo 1  PORQUÊ UMA REFORMA MONETÁRIA EM 1911?
Núcleo 2  DECRETO COM FORÇA DE LEI DE 22 DE MAIO DE 1911
Núcleo 3  OS NOVOS MEIOS DE PAGAMENTO. AS NOVAS MOEDAS
Núcleo 4  OS NOVOS MEIOS DE PAGAMENTO. AS NOTAS
Núcleo 5  OS EMISSORES DOS MEIOS DE PAGAMENTO. A CASA DA MOEDA
Núcleo 6  O BANCO DE PORTUGAL