Centenário da República e a Banda Desenhada

Data de publicação: 
18.05.2010

Os heróis de banda desenhada “Quim e Manecas” criados em 1915 por Stuart Carvalhais vão reaparecer em 2010 e não só na sua forma original, como no redesenho que agora foi feito por Richard Câmara, para as Comemorações do Centenário da República.

Eles vão ser os anfitriões das comemorações nacionais, como foi anunciado na conferência de imprensa realizada dia 18 de Maio nos Recreios da Amadora, na qual foi apresentada toda a programação que na área da Banda Desenhada vai assinalar o Centenário da República.

Essa programação foi articulada entre a CNCCR e a Câmara Municipal da Amadora e oficializada com a assinatura de um protocolo.
Na programação anunciada inclui-se a reedição das “Aventuras do Quim e do Manecas” que foram publicadas em O Século Cómico de 1915 a 1918, numa compilação que está a cargo do investigador João Paiva Boléo, a quem a CNCCR dirigiu um convite nesse sentido e que é autor de outros livros sobre o importante legado de Stuart Carvalhais.

Stuart não só revolucionou a BD portuguesa como a colocou na vanguarda, como será certamente também recordado na exposição “A I República na Génese da Banda Desenhada e no Olhar do Século XXI”, que vai inaugurar dia 2 de Junho no Centro Nacional de Banda Desenhada e Imagem, na Amadora.

A exposição terá cinco núcleos, cada um deles a cargo de um investigador:  A I República e a Amadora será tratado por João Castela Cravo, A Caricatura Modernista e a Primeira República, a cargo de Oswaldo de Sousa, O primeiro filme de animação português, por Paulo Cambraia, A Génese da moderna BD Portuguesa, por João Paiva Boléo, e A I República na BD portuguesa contemporânea.
A exposição estará patente no CNBDI até dia 5 de Outubro, mostrando-se depois na 21ª edição do Amadora BD, o Festival Internacional de Banda Desenhada da Amadora, que decorre de 22 de Outubro a 7 de Novembro.

Durante o Amadora BD haverá também um colóquio subordinado ao tema da exposição, a qual terá uma versão mais reduzida que deverá fazer itinerância pelo país.