26 de Julho de 1911 - Compras por correio – uma inovação

Data de publicação: 
26.07.2011

26 de Julho de 1911 - Compras por correio – uma inovação

Anuncia o jornal O Século: “O sr. José Caetano Pereira Júnior elaborou e apresentou ao sr. António Maria da Silva um projecto de um novo serviço acessório postal, pelo qual poderiam ser feitas compras, por intermédio do correio, tanto nas diversas cidades do país, como do estrangeiro, caso o projecto se tornasse extensivo à União Postal Internacional.

Pelo referido projecto, haveria em cada estação telégrafo-postal tabelas de diferentes casas comerciais, indicando objectos e mercadorias e respectivos preços. O público faria a um empregado a requisição, devidamente explícita, do objecto que desejava, e até, querendo, da casa onde ele deveria ser adquirido, assim como o respectivo custo, pagando por esse serviço o seguinte: vale do correio na importância do custo do objecto, taxa de prémio para o Estado, despesas de transporte e direito alfandegário ou de consumo, se os houvesse. Quando houvesse engano na compra, por culpa do empregado, este teria de indemnizar o comprador.”

Fonte:
O Século n.º 10640, 26 de Julho de 1911, p.1